Como Evitar Ser Enganado Enquanto Novo Freelancer em 2020!

Qualquer pessoa que esteja agora a começar como freelancer precisa de aprender a evitar ser enganado por esquemas na procura de trabalho em plataformas online.

Começar uma carreira como freelancer pode ser um passo positivo para uma mudança de vida. Mas, por vezes, acabamos por aceitar trabalhos que não são a melhor escolha. Em algumas situações, um trabalho que parece demasiado bom para ser verdade acaba por, de fato, sê-lo.

São muitos os freelancers que já estiveram nessa posição e, infelizmente, são também muitos aqueles têm caído em esquemas. Por essa razão, os freelancers de qualquer indústria precisam de estar preparados. É importante reconhecer os sinais de alerta ao aceitar novos empregos em plataformas online e redes sociais. Não estar preparado para defender a sua profissão é um erro de palmatória enquanto freelancer.

Como Evitar Ser Enganado Enquanto Novo Freelancer!
Como Evitar Ser Enganado Enquanto Novo Freelancer!

Neste artigo, analisaremos alguns dos esquemas mais comuns que afetam os freelancers de todas as indústrias, desde designers gráficos e web, até escritores, especialistas em SEO e marketers de conteúdos. Estes esquemas acontecem em plataformas freelance, emails e redes sociais. Conhecer estes sinais de alerta é uma excelente forma de começar a gerir os riscos na sua atividade enquanto freelancer.

Ora vejamos.

Esquemas em Plataformas Freelancer

A maioria dos novos freelancers não sabe onde encontrar um bom trabalho. Com alguma pesquisa, descobrem sites como o Freelancer, o Upwork, Fiverr, e até a Zaask. Numa fase inicial, estas plataformas podem ser excelentes para encontrar trabalho. De fato, muitos freelancers têm bastante sucesso nelas. Infelizmente, estes sites estão repletos de esquemas que visam os freelancers. Até o blog do Freelancer publicou um artigo sobre o tema.

No youtube video abaixo (em inglês) encontramos uma entrevista que pode ser de ajuda para quem quer dar esses primeiros passos como freelancer e usar o Upwork.

Successful Freelancing on UpWork (w/ UI Helen)

Plataformas freelancer como Freelancer, Upwork e Fiverr têm por base um sistema de portfólios de freelancer e clientes, anúncios de empregos e mercados de propostas. Empregadores e freelancers criam perfis através dos quais estabelecem contato.

Muitos novos freelancers são vítimas de fraudes nestas plataformas. Desde pequenos trabalhos enganosos até esquemas que podem durar meses, os freelancers são vítimas de esquemas ardilosos e extremamente negativos.

Upwork, Freelancer e Fiverr são as três plataformas mais famosas para trabalho freelancer pois são as maiores nesta indústria. Felizmente, com alguma pesquisa, qualquer freelancer consegue garantir que o trabalho que lhes é oferecido é legítimo. Basta estar atento aos sinais de alerta.

Sinais de Alerta nas Plataformas Freelancer

Reconhecer os sinais de alerta enquanto novo freelancer é decisivo para não ser enganado. Um freelancer facilmente fica entusiasmado quando lhe é proposto trabalho. Rapidamente nos esquecemos de verificar coisas como perfis vazios, críticas negativas e outras pistas suspeitas.

Abaixo elencamos os sinais de alerta mais comuns.

Quando Parece Demasiado Bom Para Ser Verdade

O maior sinal de alerta na procura de trabalho freelancer é quando este parece ser demasiado bom para ser verdade. Por exemplo, o empregador propõe um trabalho muito fácil em troca de uma elevada compensação. É fácil para uma empresa encontrar trabalho simples por um baixo custo, por isso não há razão para pagar um valor elevado.

O objetivo dos burlões é fazer com que se sinta especial e entusiasmado por ter encontrado uma oportunidade tão fácil. Investigue atentamente os perfis dos empregadores e encontrará certamente outros sinais de alerta.

Quando Um Empregador Pede Dinheiro de Antemão

Um grande sinal de alerta surge quando um empregador pede ao freelancer qualquer tipo de pagamento prévio para que este, em troca, possa receber o trabalho. Por exemplo;

  • O empregador diz que o freelancer precisa de comprar uma ferramenta ou programa específico para fazer o trabalho.
  • O freelancer é convidado a pagar uma taxa para que seja tido em consideração para o trabalho.
  • Concursos de design que exigem taxas elevadas de candidatura com poucas hipóteses de conseguir o trabalho.

Perfis Vazios e Avaliações Negativas

Após receber uma oferta de emprego, ou após encontrar um emprego em qualquer uma destas plataformas, o primeiro passo é verificar o perfil do empregador. Exige-se uma presença online clara, com um website associado e perfis nas redes sociais, que possam ser consultados. Se houver apenas um nome, sem qualquer website ou até endereço legal, deve encarar-se essa situação como um sinal de alerta.

Os empregadores são avaliados por freelancers e estas apreciações podem ser vistas por qualquer pessoa. É necessário verificá-las para encontrar avaliações negativas e opiniões de outros freelancers. Ter mais do que uma avaliação negativa é um sinal de alerta. Não ter avaliações também o é.

Caso o empregador seja recente, é natural não ter qualquer avaliação. Se o empregador parecer legítimo e não tiver avaliações, procure por ele online.

Quando a Empresa Pede Para Comunicar Fora da Plataforma Freelancer

É um enorme sinal de alerta quando o empregador pede para comunicar em qualquer sistema de mensagens fora da plataforma. As plataformas externas mais comuns são o Skype e o Facebook Messenger. Quando o golpe atinge o seu objetivo, a conta desaparece e o freelancer fica sem qualquer apoio.

Comunique sempre na plataforma, independentemente de tudo.

Quando os Empregadores Recusam Um Acordo ou Contrato

É normal que os freelancers peçam um contrato ou um acordo de trabalho antes de iniciar qualquer tarefa. Pode haver exceções quando tem a certeza de que o empregador é de confiança. A única forma de sabê-lo passa por perguntar a opinião de outros freelancers sobre o empregador em questão.

Muitos freelancers assumem que, ao terem trabalho através de uma plataforma, podem simplesmente aceitar um encargo sem qualquer acordo. Isto não é verdade. Por esse motivo, é importante comunicar sempre com um empregador através do sistema de mensagens interno da plataforma, para que tudo fique registado.

Se receber ofertas de trabalho freelancer através de outras plataformas, como Facebook ou redes sociais, os contratos ou acordos por email tornam-se ainda mais importantes. Todos os aspetos do trabalho devem ser definidos antes do início, para que não haja surpresas posteriores.

Esquemas Que Se Mascaram Como Cursos Online

Há outro esquema que tenta ludibriar os freelancers, o qual é mais difícil de detetar. São cursos online que prometem aos freelancers um sistema especial que lhes dará muito trabalho e dinheiro.

Obviamente, existem cursos e tutorias de grande qualidade, que vendem cursos para ajudar os freelancers a melhorar o seu negócio. Infelizmente, também há pessoas que vendem cursos clickbait, que custam centenas de dólares e não lhe ensinam nada que não conseguiria encontrar no Google.

Nalguns casos, os cursos semanais são cobrados antecipadamente e depois o vendedor desaparece sem nunca enviar o conteúdo semanal.

Compre cursos online apenas a profissionais renomados, que tenham sido recomendados por outros freelancers.

O Esquema da Inversão de Pagamento

O último esquema é mais conhecido como esquema do web design. Já existe há algum tempo e foi recentemente atualizado na forma de esquemas de SEO, esquemas de marketing de conteúdo e esquemas de design em geral.

Este esquema usa a inversão de pagamentos. O empregador comunica com o freelancer até ao ponto em que o trabalho lhe é oferecido. Depois, o empregador pede um favor: o freelancer fatura uma quantia maior do que aquela acordada, com a promessa de enviar depois o dinheiro extra para uma terceira pessoa.

Quando o pagamento é aceite, a primeira parcela é enviada a partir e um cartão de crédito roubado ou de uma conta fraudulenta. Depois, quando o freelancer envia o dinheiro extra para a terceira pessoa, o golpista original irá recebê-lo. Assim que o dono original do cartão de crédito perceber que o dinheiro foi retirado da sua conta, o banco reverterá o pagamento. Na maior parte dos casos, será já tarde demais para o freelancer.

Quando o dinheiro chega à conta do freelancer, muito provavelmente acabará por ser enviado para a terceira pessoa. O banco original recuperará a quantia e a única pessoa que sairá a perder será o freelancer.

Nunca aceite receber um pagamento maior do que o acordado para enviar o dinheiro remanescente a uma terceira pessoa.

Já Foi Enganado Enquanto Novo Freelancer?

Já aconteceu com muitos de nós. Muitas vezes, quando começamos, estamos tão entusiasmados por conseguir novos trabalhos que nos esquecemos de ver os sinais de alerta. Mas, agora que os conhece, sentirá maior confiança na procura de trabalho. É preciso estar preparado.

Deixe um comentário